A escolha perfeita do buquê (bouquet) é o equilíbrio entre a personalidade da noiva, o estilo do vestido de casamento e a uma associação sensível com o local da cerimônia. Casamentos em sítios e locais abertos, por exemplo, demandam buquês mais alegres, coloridos e delicados.

Há uma infinidade incrível de materiais, flores e tonalidades de um buquê – que pode ir do tradicional ao contemporâneo. O ramalhete de flores pode ser grande ou menor. A noiva pode entrar até mesmo com uma flor só (rosa branca), como ocorreu no casamento de Juliana Paes. A idéia de entrar apenas com uma rosa branca foi super original! Há uma tendência para o minimalismo na escolha do buquê.

Casamento

Na agendaNosso Casamento, recomenda-se também que a escolha do buquê privilegie a leveza. Nada de buquê pesado demais! A noiva não vai ficar com ele na mão apenas na igreja. Ele estará com você na hora das fotos, em alguns momentos da festa…

Decoração

Há quem diga que a decoração do casamento deve partir do estilo do buquê. Ok! Pode ser um caminho. Porém, isso não é sempre necessário. Existe uma certa independência entre a escolha das flores da decoração e das flores do buquê. O mais legal é quando a noiva é original! (Como a Juliana Paes, por exemplo! Entrou com uma rosa branca na mão!)

Casamento Celebridades

Outra consideração essencial sobre o buquê é não gastar tanto com ele! Muitas noivas se esquecem disso. O buquê não é um item do casamento que custa barato. Serão flores para serem utilizadas durante poquissímo tempo. Pensando racionalmente, é uma bobeira gastar um valor tão alto com isso diante de tantos outros gastos. Além disso, nem sempre o que é mais caro é mais bonito.

O buquê certo é aquele que combina com você, sem que você gaste um preço absurdo por um ramalhete de flores.

Imagens:

Choco Studio[Noiva e Buquê]

Renata Xavier[Juliana Paes]

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)